5/31/2013

Crise? Muita de realismo!

A crise tem afetado muitos portugueses nos últimos 5 anos, com um crescimento significativo nos últimos 2 anos. Poderíamos associar várias razões, e em quase todas as razões será realistas e verdadeiras, mas quanto mais choramos menos fazemos apesar do chapéu não servir a todos serão muitos os que se enquadram neste aspeto.
Apesar da crise a venda de telemóveis de última geração DUPLICOU em 2012, sim as palavras são fáceis de dizer e acredito que tenha sido obra para isso suceder num ano de crise e de tantos cortes, talvez tenha ido aqui Vítor Gaspar inspirar-se para continuar a cortar em 2013.
 Mas não ficaríamos por aqui, se é verdade que no caso dos telemóveis qualquer anda com um destes equipamentos de 200€, já não será o mesmo relativo a carros Top de Gama, onde no mesmo ano houve um significativo aumento. Será claro e percetível a razão do aumento de impostos gradual, isto é, quanto mais ganha mais impostos paga o que mostra justiça social e mesmo com um significativo incremento não se deixa de gastar mais de 35.000€ num carro.
 Mas não teríamos razões de sorrir, sem antes falar de férias, que apesar de não ter nada a ver com o seguinte dado, poderá contribuir também para o aumento de viagens de aviões para o dobro desde 2000, considerando apenas cidadãos portugueses. Aqui ainda temos que referir que os destinos turísticos foram de longe os que mais aumentaram, em resume, lá vão os bons anos de viagens de 5 e 6 horas caminho do Algarve, levando a família toda farnel para 7 dias numa minúscula que era nas despesas dividida pela família toda.
É verdade que muitos estão a passar por dificuldades e mesmo que o numero de pessoas a viver abaixo do linear da pobreza tenha aumentado, existem muitos deles pouco remediados, pois sem duvida que o OLX seria um destino crucial para vender alguns equipamentos que muitos tem acima das suas possibilidades, mas a verdade é que isso não sucede.  Quando vejo desempregados a comer de apoios sociais e ao mesmo tempo a serem detentores de equipamentos de telemóvel de valor superior a 14 dias de trabalho para quem recebe o ordenado mínimo, talvez algo esteja errado ao nível das prioridades…

Ainda assim e como referi, são muitos os que verdadeiramente estão em dificuldades, por isso, amanhã mais uma vez vou voltar a contribuir com comida para o Banco Alimentar, mas não deixando de referir que os centros de emprego em vez de fazerem cursos para passar o tempo aos desempregados, deveriam subsidiar a sua atividade em sectores que necessitam de tanta mão-de-obra como a agricultura. 

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home


Free Hit Counter

El Tiempo en Rtve.es