4/25/2006


O Presidente da República, Cavaco Silva, fez do combate às desigualdades sociais o tema central do seu discurso proferido esta terça-feira na sessão solene comemorativa do 32.º aniversário do 25 de Abril que decorreu na Assembleia da República.
“Quero propor um compromisso cívico, um compromisso para a inclusão social, um compromisso que envolva não só as forças políticas, mas que congregue as instituições nacionais, as autarquias, as organizações da sociedade civil, dos sindicatos às associações cívicas e às instituições de solidariedade", referiu o PR.Segundo sublinhou Cavaco Silva, "é possível identificar os problemas mais graves e substituir o combate ideológico por uma ordenação de prioridades, metas e acções", pelo que propôs que a elaboração do próximo Plano de Acção Nacional para a Inclusão possa ser aproveitada para uma mobilização geral. “Uma verdadeira campanha em prol da inclusão social", referiu. Durante a sua intervenção, o PR lembrou que, embora Portugal já tenha conseguido concretizar o sonho da Revolução de Abril de ter "um Portugal livre e mais próspero", o país ainda está longe de realizar outro desígnio determinado no 25 de Abril, que é "a aspiração de maior justiça social". "Os portugueses esperam dos políticos, que livre e democraticamente elegeram, que estejam à altura dessa exigência, que se empenhem em dar uma nova esperança aos mais desfavorecidos da nossa sociedade, que cooperem no sentido de mais facilmente poderem superar as dificuldades e naturais divergências ideológicas", sublinhou. Cavaco Silva realçou que a melhoria da justiça social, o combate à pobreza e à exclusão exigem que o País volte a ganhar a batalha do investimento, do crescimento económico, da criação de riqueza, sem o que “o sonho continuará adiado". O PR aludiu ainda ao facto de Portugal continuar a viver numa encruzilhada entre o passado e o futuro, um país fortemente marcado pelo dualismo do seu desenvolvimento, onde subsistem desigualdades entre o interior e o litoral e, sobretudo, desigualdades sociais. "Muito progredimos na modernização da economia e na afirmação de novos estilos de vida, mas ficámos muito aquém na concretização dessa ambição de uma sociedade com maior justiça social", alertou Cavaco, recordando que Portugal é o país da União Europeia que apresenta maior desigualdade na distribuição dos rendimentos. Durante a sua intervenção, o PR deixou também mensagens especiais a sectores que considera mais frágeis, nomeadamente os idosos, as crianças vítimas de abusos e as mulheres vítimas de violência doméstica. “É entre a população mais idosa que encontramos as mais preocupantes situações de exclusão", referiu, sublinhando que "não é moralmente legítimo pedir mais sacrifícios a quem viveu uma vida inteira de privação."MELHORAR CREDIBILIDADE DO SISTEMA POLÍTICORetomando o repto lançado no discurso proferido aquando da sua tomada de posse, que teve lugar no passado dia 9 de Março, Cavaco Silva repetiu o desafio de melhorar a qualidade e credibilidade do sistema político."Tive oportunidade, nesta mesma casa, aquando da minha tomada de posse, de sublinhar a responsabilidade que impende sobre a classe política, nesse esforço de melhorar a nossa democracia e reforçar o prestígio das instituições da República e dos seus titulares", recordou o PR sem se referir directamente à falta de quórum que impediu as votações na Assembleia da República antes de encerrar durante cinco dias por ocasião dos festejos da Páscoa."A comemoração do 25 de Abril seria uma ocasião propícia para reflectir sobre o que desejamos do nosso sistema político, o que esperamos do papel e do funcionamento dos partidos, o que é exigível do comportamento dos eleitos e demais agentes políticos, o que deve ser feito para que os cidadãos ganhem uma nova confiança e respeito pela actividade política e para que a democracia se revitalize e suscite na juventude portuguesa maior motivação e entusiasmo", afirmou.Nesse sentido, Cavaco destacou que "os agentes políticos têm de ser um exemplo de cultura da honestidade, de transparência, de responsabilidade, de rigor na utilização dos recursos do Estado, de ética do serviço público, de respeito pela dignidade das pessoas, de cumprimento de promessas feitas".

2 Comments:

At 18/5/06 14:48, Anonymous Anónimo said...

Nice! Where you get this guestbook? I want the same script.. Awesome content. thankyou.
»

 
At 18/5/06 15:00, Anonymous Anónimo said...

Super color scheme, I like it! Good job. Go on.
»

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home


Free Hit Counter

El Tiempo en Rtve.es